Image Map

16 setembro 2013

Eu sou Brasileiro


Foto: Diário do Centro do Mundo

 Olá amigos (as)

Mais uma vez venho destacar a importância dos jovens frente as manifestações nas ruas desse país, existe muitos protestos convocados por ativistas nas redes sociais.
As manifestações não estão atraindo multidões como as que o país viu em  17 de junho, mas mobilizaram pequenos grupos de jovens mascarados com disposição para enfrentar a polícia e praticar depredações e atos de vandalismo, o que foge da verdadeira prática da consciência política que nós devemos ter!

Como resposta a violência que sofremos por  parte de nossos governantes, podemos sim, pintar o rosto, colocar máscaras, é nosso dever como cidadão, tudo poderia ser muito bonito, como diz Caetano Veloso nesse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=15WUSa1iohg 

 A vontade de viver num país melhor, de querer a paz... é  desejo de todo brasileiro sonhador que sabe torcer, que saber gritar quando o time do Brasil está em campo: Eu sou brasileiro, com muito orgulho com muito amor! Essa história de que os jovens não se interessam por política está ultrapassada... vamos refletir, pensar em como podemos mudar esse país!

Logo abaixo Kiko Nogueira, Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo descreve como foram as manifestações do 7 de Setembro de 2013.

 "Para quem esperava uma explosão, faltou tudo."

Os black blocs e os Anonymous conseguiram o que temiam: isolar as manifestações. De vanguarda, digamos, dos protestos, eles se tornaram os briguentos, os bullies, que as pessoas evitam.

Isso ficou cristalino no protesto de 7 de Setembro, alardeado nas redes sociais como “o maior da história do Brasil”. Foi um quase fiasco. O “quase” fica por conta de ter recebido maior número de manifestantes dos ultimos dois meses, mas bem inferior ao maior deles até aqui (o de 17 de junho) e infinitamente menor do que as grandiloqüentes expectativas.

Em São Paulo, o nosso colunista Mauro Donato acompanhou os manifestantes durante todo o dia.
Começou com uma gravação de um rap debaixo do vão do Masp. RZO pedia para a galera repetir o refrão de seu rap de protesto. “Boom!” E o pessoal: “Boom!”

Os black blocs lideraram a passeata até a Câmara Municipal. Chegando lá, imediatamente atiraram pedras. A polícia revidou com gás lacrimogêneo, gás de pimenta e balas de borracha. O script de sempre.

Continuação: Aqui
 Fonte: DCM

8 comentários:

  1. Não sei, mas parece que não tá adiantando muita coisa..., queremos mudanças pra já sabe...
    Bom, nem sei direito o que comentar, então vou apenas dizer: eu tenho orgulho de ser brasileira, e concordo com os protestos (pacificos). Podem contar comigo!

    http://o-doce-mundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laura.

      Também sou a favor dos protestos pacificos, mas... realmente violência e falta de educação para com a sociedade, por parte deles resulta nisso!

      Paciência e fé é o que nos resta.

      Obrigada por participar de Um pouco de Mundo =)

      Excluir
  2. Se formos ver o significado da palavra Vandalismo: "Dano ao patrimônio público ou privado com intensão premeditadas,por ignorância, selvajaria ou falta de gosto. O Governo sempre cometeu muito mais atos de vandalismo do que qualquer grupo de Black blocs, Power Rangers, New kids on the block ou o que seja.
    Calçadas e ruas esburacadas, equipamentos públicos sem manutenção. Tudo isso é vandalismo de Estado. Não conclamo as pessoas a saírem quebrando tudo o que veem pela frente. Mas com tudo isso que está aí, os políticos numa realidade completamente fora da do dia dia de um cidadão trabalhador. Vcs queriam o quê? Que as pessoas saíssem por aí distribuindo pipocas pela rua?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo, é isso mesmo...

      Esse tema que escolhi para postar ainda vai gerar pano pra manga, porque como diz Lulu Santos: "Assim caminha a humanidade com passos de formiga e sem vontade"...

      ;) Obrigada por participar! Abs

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Eu sou a favor de manifestações sem violência, pode até não ter uma grande mudança com essas manifestações mais as grandes revoluções são conjuntos de pequenas manduças. Só acho.

    ResponderExcluir

- Comente sobre a publicação.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.
- É permitido deixar o link de seus blogs ou sites.
- Visitas a outros blogs serão feitas, quando possível, não insista.

Obrigada,volte sempre!

imagem-logo