Image Map

04 novembro 2013

Longe da Democracia...

Olá amigos e visitantes de UPDM, estendendo o tema do post anterior da Ina venho hoje a falar sobre a política tarifária do transporte coletivo e sobre a democracia desse país.

 Você acha que o Brasil é um país democrático?
 Recapitulando que em um país democrático a vontade da maioria é Lei. O que dizer do nosso Brasil !?!

Quando o assunto é política somos obrigados a votar, mas ensinar sobre política tarifária a grande classe baixa principalmente, nada se ensina, o material que nos é dado é muito bem trabalhado para que nós não tenhamos tempo sequer de pensar, somos manipulados a dar respostas prontas, a trabalhar e automáticamente pagar impostos altíssimos que fazem parte das nossas obrigações, mas e os nossos direitos? Temos? Fazemos uso verdadeiramente deles?

Viver em um pais onde existe Lei mas esta não é aplicada corretamente, existe Democracia mas somente a minoria tem acesso a ela pode-se dizer que vivemos num país de Carnaval, muitas fantasias, barulhos e anarquia! Chega a ser ridículo o que diz a Constituição Brasileira de 1988.

Logo abaixo, segue um link que fala do Debate sobre a política tarifária do transporte coletivo. E quem entra para o Debate é a Prof. da USP Marilena Chauí, observei os comentários sobre ela e as pessoas a princípio não gostam ou se contrapõem ao que ela diz, mas meu foco aqui não é falar mal de Marilena Chauí e sim partilhar minha indignação com essa política brasileira...



Assista e tire suas conclusões! E Obrigada por ler e participar de UPDM que é seu espaço também. =)



Debate sobre a política tarifária do transporte coletivo. Marilena Chauí -
Aqui o Link: http://www.youtube.com/watch?v=f9nRlrCzRyI





7 comentários:

  1. Assisti ao vídeo, e acho bom ela ter tocado no assunto, retratando que só agora, em pleno século XXI, a questão do transporte público tenha sido posto em debate. A nosso constituição afirma nossos direitos e depois revoga, transporte público, hoje, é precário e desgastante, o ser humano é tratado pior que um animal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ina... a idéia "lutar por um direito social" é tão estúpida... pq isso deveria ser muito natural, mas não, pra vivermos com dignidade nesse país é preciso lutar... infelismente !!!!!!

      Excluir
  2. Agora que eu voltei a frequentar a universidade, (ela fica bem longe de onde eu moro, na ida, eu pego carona, mas na volta, pego ônibus mesmo) é que eu estou percebendo com mais proximidade a situação toda. E de fato, chega a ser degradante a rotina de quem precisa se movimentar em transporte público nos grandes centros do país. Eu, sinceramente, fico a imaginar um pai de família que tem de sair 4, 5 horas da manhã de sua casa (e a maioria dos trabalhadores já mora em situações precárias, com a omissão do Estado que se exime de sua obrigação de prover saneamento, água, enfim...) pega 3, 4 conduções, passa o dia inteiro no trabalho e volta num ônibus lotado, que demora a se locomover por causa das condições do trânsito, que já é um caso à parte. Fico imaginando como essa pessoa é embrutecida, os seus mais básicos direitos são tirados por um Estado omisso, irresponsável, onde a prioridade não é o bem-estar dos cidadãos e sim dos grandes empresários, banqueiros, políticos... E é aí que entra a coisa de lutar. EU penso que temos SIM que LUTAR. Transporte de qualidade é um direito do cidadão e um dever do Estado, uma vez que esses deveres não estão sendo cumpridos e que os direitos não estão sendo garantidos da forma mais básica, temos SIM que LUTAR por eles. Os governos não vão nos proporcionar segurança, saúde, educação, trabalho, transporte e outros direitos se não exigirmos que ele assim o faça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Leonardo, temos que lutar!

      Todo cidadão de classe "média" ... sente na pele o que é isso!

      É IPTU, IPVA, IPI, TAXA DE ESGOSTO, AUMENTO DO GÁS DA GASOLINA, AUMENTO NA PASSAGEM DE ÔNIBUS, AUMENTO NO ARROZ NO ACÚCAR E POR AI VAI... e cade o direito a saúde de qualidade, as ruas são um horror, vem o horário de verão pra economizar, e transportes de péssima qualidade... caramba, pensar nisso da dor de cabeça... cadê a justiça desse país????????

      Leonardo, abs amigo... volte sempre cá viu :)

      Excluir
  3. Agora que eu voltei a frequentar a universidade, (ela fica bem longe de onde eu moro, na ida, eu pego carona, mas na volta, pego ônibus mesmo) é que eu estou percebendo com mais proximidade a situação toda. E de fato, chega a ser degradante a rotina de quem precisa se movimentar em transporte público nos grandes centros do país. Eu, sinceramente, fico a imaginar um pai de família que tem de sair 4, 5 horas da manhã de sua casa (e a maioria dos trabalhadores já mora em situações precárias, com a omissão do Estado que se exime de sua obrigação de prover saneamento, água, enfim...) pega 3, 4 conduções, passa o dia inteiro no trabalho e volta num ônibus lotado, que demora a se locomover por causa das condições do trânsito, que já é um caso à parte. Fico imaginando como essa pessoa é embrutecida, os seus mais básicos direitos são tirados por um Estado omisso, irresponsável, onde a prioridade não é o bem-estar dos cidadãos e sim dos grandes empresários, banqueiros, políticos... E é aí que entra a coisa de lutar. EU penso que temos SIM que LUTAR. Transporte de qualidade é um direito do cidadão e um dever do Estado, uma vez que esses deveres não estão sendo cumpridos e que os direitos não estão sendo garantidos da forma mais básica, temos SIM que LUTAR por eles. Os governos não vão nos proporcionar segurança, saúde, educação, trabalho, transporte e outros direitos se não exigirmos que ele assim o faça.

    ResponderExcluir
  4. Pois é simone,tudo no papel ta lá,muito lindo de se ler,chega até a arrepiar,mas na realidade nossos direitos,são jogados no lixo,aqui existe sim democracia mas para apenas um grupo pequeno,pq para o povo o que sobra são impostos,transporte público de má qualidade,e etc...infinitas coisas,um absurdo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um absurdo mesmo Cilene! Se a gente parar pra Ler e procurar entender mesmo o que é a política brasileira mais raiva e indiganação a gente sente...

      Mas nosso maior protesto deve ser na hora de votar! Pense nisso

      Abs querida e volte sempre aqui.

      Excluir

- Comente sobre a publicação.
- Comentários desrespeitosos serão excluídos.
- É permitido deixar o link de seus blogs ou sites.
- Visitas a outros blogs serão feitas, quando possível, não insista.

Obrigada,volte sempre!

imagem-logo